LiveZilla Live Help

Viagem para África

Dicas

Como chegar na Top Brasil?
Nossa empresa está localizada na Rua Vergueiro, número 2045, conjuntos 1407/1408, Vila Mariana, São Paulo - SP
Prédio Paulista Tower, 14° andar, CEP: 01401-000
Como comprar pacotes?
Para comprar com a Top Brasil Turismo siga os passos abaixo:
Clique na aba PACOTES, do menu superior do site;
Escolha o pacote que deseja, aconselhamos que antes de comprar clique na opção SAIBA MAIS do pacote selecionado, para que possa tirar todas as dúvidas em relação ao pacote;
Encontre dentro do pacote o título que fala sobre o VALOR DO PACOTE POR PESSOA, e então analise qual será o pacote desejado de acordo com as informações de preço do pacote;
Ao analisar a opção que mais lhe agradou clique no botão RESERVAR, logo será redirecionado para a página de solicitação;
Nesta página preencha todos os campos de acordo com o que está sendo solicitado;
Aguardo o retorno de um de nossos operadores.
Qual é o idioma falado na África?
Na África existem diversas línguas que não pertencem a linguagem Africana como, malgaxe que é um idioma austronésia e o africâner (que pode considerar uma língua "nativa") que pertence a família das línguas indo-européias. A maior parte da África adoptou como, pelo menos uma das suas línguas oficiais, o português, francês, espanhol e inglês. A língua Alemã e Italiana são faladas por minorias.
Que tipo de continente é a África?
A África é o terceiro continente mais extenso com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados. A África é o segundo continente mais populoso da Terra com cerca de mil milhões de habitantes. Os países mais populosos na África são: Lagos, Kinshasa, Cairo, Ibadan, Alexandria, Abidjá, Johanesburgo, Cape Town, Durban e Giza.
O berço de lendas vivas, Nelson Mandela e o arcebispo Desmond Tutu, da África do Sul é o lar de um caleidoscópio de culturas, fauna rica e abundante, possibilidades infinitas e beleza indescritível. Na África do Sul o espírito do Ubuntu floresce, unindo as comunidades e edificando uma nação. E o legado do passado de um país, a história do seu povo e na promessa de seu futuro torna-se um destino em seu próprio direito.
Onde fica exatamente e quanto tempo para chegar?
A África fica próximo a Ásia, Europa, América e Antártica. Para chegar a África saindo de São Paulo, leva-se um tempo estimado de 12 horas e 30 minutos, sempre é bom se informar com a agência resposável por sua viagem, pois, depende muito do país escolhido na África.
Eu vou precisar de visto?
Não é necessário visto para portadores de passaporte brasileiro que desejam ficar no país por até 90 dias. Todos os visitantes brasileiros precisam apresentá-lo durante o check-in no aeroporto antes do embarque, à imigração quando chegarem, e mais uma vez antes de deixarem o país. Durante o vôo, um formulário sobre a duração e o objetivo da viagem deverá ser preenchido. Na chegada, o formulário deverá ser apresentado junto com o passaporte ao oficial da imigração. Depois disso, você passará pela alfândega.
Qual moeda é usada na África?
As moedas utilizadas na África são: Afro, Angolar, Ariary malgaxe, Birr etíope, Cedi, Dalasi, Dinar argelino, Dinar líbio, Dinar sudanês, Dirham marroquino, Dobra(STD), Dólar dos Estados Unidos, Dólar da Namíbia, Dólar do Zimbábue, Escudo cabo-verdiano, Escudo de moçambique, Franco do Burúndi, Franco CFA, Franco congolês, Franco da Guiné, Franco do Jibuti, Franco ruandês, Kwacha do Malávi, Kwanza, Leone, Libra sul-sudanesa, Loti, Metical, Naira, Nakfa, Peso da Guiné Bissau, Pula, Rand, Xelim somaliano e Xelim tanzaniano.
Qual é a diferença do fuso horário?
A África do Sul está a cinco horas a mais em relação a Brasília. No verão, a diferença é de apenas quatro horas.
O país é seguro?
A maioria dos lugares na África do Sul é segura. Além disso, as pessoas são muito calorosas e simpáticas. Mas, como em qualquer país, há certas áreas onde a criminalidade é um problema, incluindo o centro de Johanesburgo e algumas áreas de Soweto, Pretória e Cidade do Cabo. Os turistas são aconselhados a não freqüentarem essas áreas sozinhos à noite. Em todas as outras áreas, o turista deve seguir o bom senso, como não usar jóias que chamem a atenção e não aparentar estar perdido.
Qual é a melhor época para visitar a África do Sul?
A África do Sul é maravilhosa durante o ano todo, mas a melhor época para visitar a savana é em outubro, quando vegetação não está tão densa e fica mais fácil avistar os animais. A melhor época para visitar a Cidade do Cabo é de julho a novembro, quando as baleias migrantes aparecem mais. Os visitantes devem evitar as atrações mais populares em feriados como Natal e Páscoa, época em que os sul-africanos estão de férias.
O sol é muito forte?
O sol é muito forte na África do Sul durante o ano todo. Os visitantes que se queimam facilmente são aconselhados a usar uma loção com fator de proteção solar número 15, no mínimo.
Que tipo de roupa eu devo levar na minha viagem?
As temperaturas podem variar muito na África do Sul. Às vezes, os residentes da Cidade do Cabo vêem as quatro estações no mesmo dia. Por isso, os visitantes devem levar roupas leves que possam ser vestidas umas sobre as outras, além de um casaco. Na África do Sul, o traje é casual, mas alguns restaurantes mais caros pedem um estilo mais formal.
Que tipo de equipamento fotográfico eu devo levar?
Em muitos países, qualquer tipo de câmera resolveria essa questão, mas nas savanas da África do Sul, os visitantes precisam de uma boa câmera para registrar suas experiências com precisão. Câmeras descartáveis não fazem jus às paisagens e você não será capaz de capturar a ação dos animais sem uma lente telefotográfica. Muitos guias recomendam uma câmera 200 mm SLR com lente de zoom. Eles também preferem filmes Fuji com ASA 50 ou 100, que proporcionam qualidade quase perfeita na luz normal.
É possível usar aparelhos elétricos brasileiros?
A voltagem na África do Sul é de 200 volts. Alguns hotéis possuem tomadas para aparelhos de 110 volts. Cheque com a recepção antes de usar seus aparelhos elétricos.
Como são os hospitais?
Os hospitais particulares na África do Sul estão entre os melhores do mundo. Na verdade, os médicos do Hospital Groote Schuur na Cidade do Cabo fizeram o primeiro transplante de coração do mundo em 1967. Os hospitais particulares são mais modernos do que os públicos e menos cheios. Os turistas são aconselhados a procurar um hospital particular no caso de emergência. Normalmente, o pagamento pelo serviço prestado deve ser feito em dinheiro.
Seguro de viagem é importante?
Sim. A maioria dos hospitais exige dinheiro como forma de pagamento, e muitos planos de saúde podem não reembolsar as despesas efetuadas fora do Brasil. Consulte seu plano de saúde antes de viajar.
Os animais são perigosos?
Durante os safáris, animais predadores como leões e hienas se aproximam tanto dos veículos que o perigo parece iminente. Mas só parece, tudo é muito seguro, seguindo as regras. Os animais que vivem dentro dos parques privados ou perto deles estão acostumados à visão e aos barulhos de um Land Rover cheio de gente e acabam se aproximando. É bom saber que cada participante é instruído a não ficar em pé dentro do veículo, e todos os guias são treinados para lidar com situações de ataque e andam armados.
A África do Sul é um bom lugar para levar crianças?
A África do Sul é o melhor lugar da África para levar crianças, mas alguns cuidados são necessários ao entrar na savana. Muitos parques não aceitam crianças menores de 12 anos, pois safáris de três horas podem ser entediantes para elas. No entanto, fora da savana, a maioria dos hotéis oferece amenidades especiais, incluindo amplo cardápios para crianças.
Na volta, o que eu devo encontrar no aeroporto?
Antes do embarque, você poderá pedir o reembolso do que foi pago em impostos (VAT) nas suas compras. Você poderá fazer isso no aeroporto se os produtos comprados e recibos estiverem com você. Você terá que passar pela alfândega novamente.
Como são as estradas?
Todas as estradas principais da África do Sul são excelentes. Algumas estradas vicinais não são tão conservadas e é necessário que se dirija com cuidado ao passar por elas. Na África do Sul, as pessoas dirigem no lado esquerdo da pista (como na Grã-Bretanha) e a velocidade máxima é de 120 km por hora (75 milhas por hora). Durante os feriados nacionais, recomenda-se atenção extra - como em todos os lugares do mundo, há sempre motoristas embriagados.
O que vale a pena comprar?
Artesanato, obras de arte africanas autênticas e últimos lançamentos da moda estão entre os artigos mais disputados na África do Sul. Feiras e lojas na beira das estradas são os melhores locais para comprar artesanato, enquanto museus e galerias são perfeitos para achar os melhores trabalhos de artistas sul-africanos.
Como é a vida noturna?
A vida noturna da África do Sul varia de região para região e de cidade para cidade. Na savana, a noite começa com um delicioso jantar africano regado a champanhe, servido em volta de uma fogueira após um empolgante safári. Na Cidade do Cabo, jantares longos com os excelentes vinhos locais são o o melhor para alguns, enquanto outros preferem aprimorar a arte do dolce far niente nos charmosos bares com vista para o mar.
Qual é o risco de pegar malária?
A malária, que pode ser transmitida pelo mosquito Anopheles, é rara. De qualquer forma, o CDC recomenda que se você tome algumas precauções se o seu destino for Mpumalanga, Limpopo ou a região norte de KwaZulu-Natal. As precauções incluem um remédio antimalária e um repelente contendo 30% de DEET que deve ser borrifado sobre a pele e a roupa.
Que outras precauções eu poderia tomar?
O CDC recomenda que os visitantes sejam vacinados contra hepatite A e estejam com a vacinação contra poliomielite e tétano em dia. Para mais informações, consulte um médico especialista.
O que são os rangers?
Rangers” (Guias de Selva) nos ensinam a treinar nossos olhos para observarmos tudo.
Quais são os 5 maiores animais?
Leão, Leopardo, Rinoceronte, Elefante e Búfalo)
Quais são os melhores horários para fazer safáris?
Os melhores períodos para fazer um safári são ao amanhecer e ao final da tarde, são horários em que o ambiente é mais fresco.
Quais são as principais atrações em Zimbabwe, Zâmbia, Botswana e Namibia?
1. Victoria Falls (Zâmbia e/ou Zimbabwe);
2. Chobe Park e Delta do Okavango (Botswana);
3. Etosha National Park (Namíbia);
Quais são as principais atrações em Cape Town?
1. Table Mountain;
2. Cabo da Boa esperança e Vinhedos;
3. Hermanus;
4. Gansbaai;
5. Região Vinícola;
6. Cape Town by night;
7. Trekking na Table Mountain.
Como é o clima na África do Sul?
A África do Sul pode ser visitada o ano todo. Como país do hemisfério sul, as estações são as mesmas do Brasil, sendo país do hemisfério sul, as estações são as mesmas do Brasil, sendo os invernos moderados e os verões quentes.
Cape Town - A média mínima no inverno é de 4 graus; no verão, a média máxima é de 27 graus.
Johanesburgo - A média mínima no inverno é de 4 graus; no verão, a média máxima é de 26 graus. No Kruger National Park durante o dia faz muito calor e a noite é bem fria. No inverno, a média mínima é de 6 graus e, no verão, a média máxima é de 33 graus.
Documentação de viagem:
Brasileiros não necessitam de visto para permanecer na África do Sul até 90 dias, mas é necessário que o passaporte tenha no mínimo 6 meses de validade e duas páginas em branco, lado a lado.
Embaixada do Brasil em Pretória: Hillcrest Office Park - Woodpecker Place, First Floor 177 Dyer Road, Hillcrest.
Fone: (2712) 366-5200 - Fax: (2712) 366-5299
Vacinas na África:
É necessária a vacina contra a febre amarela (certificado internacional), tomada até 10 dias antes da viagem. Recomenda-se também que os visitantes sejam vacinados contra a hepatite A e estejam com a vacinação contra poliomielite e tétano em dia(não é obrigatório, apenas recomendado). A região de Mpumalanga, Northern Province ou região norte de Kwazulu Natal são regiões de malária. Recomenda-se um remédio anti-malária encontrado nas farmácias na África do Sul e um repelente contendo 30% de DEET que deve ser borrifado sobre a pele e a roupa. Normalmente, os hotéis de luxo oferecem os repelentes.
Compras na África do Sul:
Artesanato muito colorido e original, obras de arte africanas autênticas de ébano principalmente para decoração. Lojas típicas como Out of Africa estão nos shoppings centers(em Cape Town - V&A Waterfront, Century City, City Walk; em Johanesburgo - Sandton; em Durban - The Pavillion) bem como nos aeroportos.
Há muita opção de artesanato em pontos turísticos do país.
Os sul-africanos são muito criativos e além de usarem materiais tradicionais como contas, palha, couro, tecido e barro, fazem também peças brilhantemente coloridas com fios telefônicos, sacos plásticos, tampas de garrafas, etiquetas de latas de comida além de objetos decorativos feitos com ovos de avestruz. Não deixe de conferir também as lojas de bolsas, malas, cintos, carteiras de couro de avestruz, valorizadíssimos - as jóias de diamante sul-africano e também as de ouro tipicamente trabalhadas com crinas de elefante. Também últimos lancamentos da moda estão entre os artigos mais disputados na África do Sul, com preços excelentes, em lojas e também em lojas de departamento como Wollworth. Em Durban não deixe de conhecer o Indian Market. Impostos sobre a mercadoria são incluídos na maioria dos preços de bens e serviços (VAT - Value Added Tax), mas visitantes estrangeiros podem solicitar o reembolso no aeroporto. Não se pode deixar de comprar no Duly Free: vinhos sul-africanos e o licor de Amarula. A maioria dos cartões de créditos - American Express, Diners Club, Master Card, Visa - é aceita.
Aluguel de Celular na África:
Você pode alugar um telefone em todos os aeroportos ou em todas as grandes cidades em lojas especializadas. A melhor companhia é a Vodacom. É muito fácil - só é necessário seu numero de passaporte, um cartão de crédito para depósito garantia e na devolução, suas chamadas serão debitadas diretamente em seu cartão. Você recebe um número que geralmente começa por 082 ou 072. O valor da locação é RAND 23 por dia ou U$ 3,00(que inclui seguro diário) além dos custos das chamadas locais (Rand 2,50 por minuto ou U$ 0,31) e Internacional (Rand 7,95 por minuto ou U$ 1,00). Se preferir, pode-se reservar com antecedência (solicite-nos este serviço). A entrega pode ser feita em qualquer aeroporto.
Ligações Internacionais:
O uso de telefones em hotéis incorrerá em cobrança da chamada por parte do hotel - mesmo seja um número de telefone 0800 (toll free). Solicite informações antes de usar. Se for usar um telefone público, poderá haver necessidade de moeda ou cartão para habilitar o uso do telefone. O uso de telefones celulares dependerá de acordo entre sua operadora celular e a operadora de longa distância do parís - antes de viajar contate sua operadora no Brasil e solicite o Roaming Internacional.
Sugerimos: seja do seu hotel ou de telefones públicos - utilizar o toll free da EMBRATEL para realizar chamadas a cobrar para o Brasil: 0800 990 055.
Emergências:
Cartões de Crédito: Em caso de perda ou roubo de seu cartão.
Impotante: para ligar a cobrar, disque o número da central Embratel 0800 990 055 e solicite a telefonista uma ligação a cobrar para os números abaixo:
AMEX: +55 34 2102-6266
Importante: no início da ligação solicite à operadora a opção ligação a cobrar.

VISA: +1-410-581-9994
Importante: no início da ligação solicite à operadora a opção ligação a cobrar.

CREDICARD: +55 11 4001-4626
Importante: no início da ligação solicite à operadora a opção ligação a cobrar.

DINERS: +55 11 4001-4626
Importante: no início da ligação solicite à operadora a opção ligação a cobrar.

Gorjetas:
Nos restaurantes: a gorjeta geralmente não está incluída - 10 a 12% é o que se dá normalmente. Carregadores de mala: entre 5 e 10 Rands.
Guias e Motoristas: a média é de 20 a 30 Rands por pessoa e por dia. Quando estiver num lodge é costumeiro dar gorjetas para o staff como também para os Rangers (guia durante os safáris).
Como se locomover dentro do país
O meio de transporte mais utilizado na África do Sul é o avião
- Não somente devido as grandes distâncias, mas também porque na sua parte central, a densidade populacional é menor - Há menos cidades - especialmente ao norte onde estão localizadas as grandes savanas (bush), onde vivem os animais selvagens.
Aluguel de Carros:
Recomendamos alugar o carro com uma grande e boa companhia que possa prestar serviços em todos os lugares em caso de necessidade. É sempre bom já viajar com o carro alugado desde o Brasil. A maioria das companhias solicita um cartão de crédito na retirada do veículo para cobrir qualquer custo adicional. Dê preferência a carros com o câmbio autonmático.
Dirigir na África do Sul:
A África do Sul é um país de paisagens e cenários naturais maravilhosos, ideal para quem gosta de viajar de carro, de forma independente. A rota ideal para se fazer dirigindo por conta própria vai desde Cape Town até Port Elizabeth, conhecida como a Rota dos Vinhos e Jardim e conhecida também como a Route 62 pelos amantes de Harley Davidson - que a percorrem em motocicletas. Os sul-africanos recomendam: "Drive through our world in one country" - Dirija pelo mundo num só país.
É necessário ter uma carteira de habilitação internacional.
É importante lembrar que na África se dirige na mão inglesa, ultrapassagem feita pela direita. As estradas são relativamente boas. O limite de velocidade é de 120 Km/h nas auto estradas, 100 Km/h nas estradas secundárias e entre 650 Km/h e 80 Km/h nas cidades. As leis sul-africanas são muito severas em relação a beber e dirigir; o uso do cinto é obrigatório. Proibido dirigir e falar ao celular. Não se recomenda viajar a noite por estradas rurais que geralmente são pouco iluminadas em sem cercas, corre-se o risco de se encontrar animais na pista. Nas cidades é preferível evitar lugares muito escuros e é sempre melhor circular a noite com as portas e os vidros fechados.
Viagens de Trem na África do Sul:
BLUE TRAIN SOUTH AFRICA
Faça uma viagem única de Pretória até Cape Town ou vice versa dentro de luxuosas cabines. Entre vinhedos, pequenas cidades coloniais, no vasto deserto de Karoo, dentro da mata e das florestas, esta viagem inesquecível é uma sequência de paisagens deslumbrantes.
ROVOS RAIL - Train & Air Safari na África do Sul
Somente para passeios
Experimente a elegância de uma viagem no mais luxuoso trem do mundo - Rovos Rail - o único safári em trem a vapor através do interior da África do Sul. Combinam os mais magníficos cenários naturais com o glamour dos anos dourados dos vapores.
Gastronomia da África do Sul:
A África do Sul é um país onde se pode encontrar uma variedade de produtos únicos e típicos. A Amarula, por exemplo, é uma fruta que faz a delicia dos elefantes, mas também com a qual se produz um ótimo licor. Os vinhos sul-africanos também são renomados e constam das melhores cartas de vinhos de restaurantes no mundo, sugestão ir para a região de Western Cape onde estão localizados os melhores vinhedos. Na África do Sul come se muito bem e com preços acessíveis. O país possui uma quantidade impressionante de bons restaurantes em todas as cidades, alguns bem típicos tais como o Mayo ou no Ocean Basket, uma espécie de Fast Food local que oferece frutos do mar preparados de várias formas. Você poderá provar várias comidas e carnes típicas tais como a carne de Kudu, um tipo de antílope, carne de búfalo, de avestruz e, claro, excelentes frutos do mar. Interessante também é participar de um "Boma", churrasco feito nos lodges ao ar livre.
Onde ir à Noite: Cape Town & Johanesburgo
Cape Town:
para os amantes do cenário clubber - Hemmisphere é um dos mais sofisticados da cidade se recomenda estar com traje de passeio, está localizado no 31º do ABSA Center na Riebeeck Street 2 - uma vista de 180° imperdível da Table Mountain, da cidade e do mar. Para os mais conservadores e com música louge - HQ Café and Club (coquetéis incríveis!) ou o Asoka localizado na 68 Kloof St, Gardens, tel: 021 422 0909.

Para ver celebridades vá ao Bar Planet do hotel Mount Nelson ou no The One & Only. Os que gostam de lugares "funky" e alternativos, KINK Bar and Boutique, 3 Park Road, provocante mas estiloso! Ou Waiting Room, embaixo tem o restaurante Royale Eatery e em cima fica o clube, no 273 Long Street. Para um bom whiskey (você encontrará aqui uma das maiores coleções de marcas) e conversa tranquila vá ao Bascule Bar no Hotel Cape Grace.
Os jovens que preferirem um ambiente mais relaxado e uma gostosa cerveja, Neighborhood é o local certo, 163 Long Street.
E para um público GLS, existem muitas opções mas Queer Crowd Beulah (na 28-30 Somerset Road, Freen Point, Tel: 021 421 6798), The Loft Lounge and Bar (24 Napíer Street, De Waterkant, Tel: 021 425 2647) são boas opções.

Johanesburgo:
The Blues Room localizado no Shop L8, Village Shopping Center, Cnr Rivonia & Maude Street, Sandton - oferece música ao vivo com apresentações de bons artistas, mas também uma gostosa comida. Lugar moderno e chique com um publico seleto, Moloko agrada como louge e bar, fica na 160 Jan Smuts Av., Design District Rosebank, Tel: 011 447 1082. Aqui você poderá ouvir o verdadeiro som da África do Sul, Bassline tem sempre os melhores artistas locais na 10 Henry Nxumalo Street, Newtown Music Centre, Tel: 011 8389145
Parques Nacionais
Cerca de 20% do território da África do Sul é preservado como reserva ambiental sendo de responsabilidade tanto do Estado quanto da iniciativa privada. A iniciativa privadaexplora os Game Lodges nas suas Reservas Privativas onde realizam os safáris fotográficos - e fica sob sua responsabilidade também a preservação das savanas e dos animais de sua reserva. O Estado cobra taxas de entrada nos parques nacionais. Nem todos os Parques nacionais possuem Lodges e realizam safáris fotográficos.

Um dos mais famosos parques nacionais é o Kruger National Park:
Servido por dois pincipais aeroportos: KMIA (Kruger Mpumalanga International Airport) ao sul e Hoedspruit ao norte, além de outros menores como o de Skukuza. Alguns Lodgers também possuem pistas de pouso próprias (Airstrip). Há vôos diários de Johanesburgo com duração de 45 minutos a 1 hora e 15 minutos. Via terrestre, está a 5 horas de viagem de Johanesburgo.

Safáris:
A maior atração dos parques e Reservas privativas são os safáris. A maioria dos Games lodges da África do Sul oferece a seus hospedes posseios com Rangers (guias especializados) nas savanas do Kryger Nastional Park, cujo objetivo é ver animais selvagens - em seu próprio habitat, aprender sobre seus costumes e comportamento e principalmente clicar os "Big Five". Estes safáris são feitos bem cedo na parte da manhã antes do café da manhã ou no final da tarde, anters do pôr do Sol - seguindo até o anoitecer.

Existem várias possibilidades de safáris:
- A bordo de jeeps 4 x 4 para se observar os famosos "Big Five" - leão, leopardo, rinoceronte elefante e búfalo sempre acompanhados de um guia (Ranger) e um rastreador. São chamados de "Big Five" pelos africanos não por seu tamanho, mas porque são os mais fáceis de serem caçados.